Slide background
Slide background
Slide background

É hora de se tocar e prevenir o câncer de mama.

Por você e por todas, compartilhe essa ideia

Slide background

Abrace essa causa!

Slide background

Homem

Cuide também de sua saúde

GALERIA DE FOTOS

Ver + Galeria de Fotos

No dia 08 de Março, foi comemorado o Dia Internacional da mulher, e a Humsol juntamente com seus parceiros, realizou um evento na Boca Maldita, em Curitiba.
Foram diversas atividades, como espaços de beleza, cidadania, saúde e oficinas. Além disso, tivemos apresentações da banda e da orquestra da Polícia Militar, apresentações de dança e oficinas de amarração de lenços.

O evento contou com milhares de participantes que passaram ao longo do dia pelo local! O nosso muito obrigado a todos que participaram nesse dia especial. 

Vereador Celio Guimarães, da Lapa, esteve na sede do Instituto Humsol, acompanhado da noiva Thaís. Eles receberam lenços e camisetas para serem entregues a ONG RAIO DE SOL, que trabalha com pacientes de câncer.
Unir forças em favor da causa do câncer, só fortalece nossos pacientes.

Voluntariado no Lar Adelaide.

Nossa associada e voluntária do Instituto Humsol, Marcia Silvestre, realizou corte de cabelo e unhas nos idosos.

Nossa gratidão a pessoas tão especiais.

Ver + Galeria de Fotos

GALERIA DE VÍDEOS

Ver + Galeria de Vídeos

Ver + Galeria de Vídeos

SEJA UM VOLUNTÁRIO

b_sejaumvoluntario
banner_homeprojetos2

PROJETOS

banner_homeprojetos4-4

OUTUBRO ROSA

banner_homeoutubro

AGOSTO AZUL

banner_homeagosto

DEPOIMENTOS

Detecção Precoce do Câncer

Nestes 15 anos que atuo como psico-oncologista tenho escutado muito a respeito da dificuldade em realizar a detecção precoce do câncer, principalmente por ser uma doença silenciosa, isto é, assintomática do ponto de vista físico, onde, na maioria das vezes, o paciente só começa a apresentar  sintomas quando a doença já está em estágio avançado,  e em como isto impacta no tratamento e no prognóstico.

Realmente câncer no início não dói e, na grande maioria das vezes, não apresenta nenhuma alteração visível do ponto de vista físico. Mas, e do ponto de vista psicológico?

Com a minha experiência de mais de 30 anos como psicóloga clínica, pude investigar com os meus pacientes quais os “sinais” que eles perceberam antes do câncer ser diagnosticado e pude verificar que todos, sem exceção, perceberam mudanças significativas em seu estado psicológico.

A grande maioria fala em estar em uma fase difícil da vida, em um momento de grande tristeza e em perceber um desânimo em qualquer atividade que venha a praticar, além de outros fatores como: alteração do humor, apatia, insônia e outros.

Falamos muito em sintomas físicos mas, talvez estejamos desconsiderando os sintomas psicológicos e isto, com certeza, poderia ser um sinalizador muito útil na detecção precoce de qualquer doença, principalmente do câncer, onde o grau da doença quando diagnosticada pode ser a diferença entre vida e morte.

Rejane Mucher

Psicóloga Clínica e Psico-oncologista Voluntária do Instituto Humsol

CRP 06/8228

CRP 08/IS-249

(41) 8853-8842
2015-03-30T14:31:30+00:00
Nestes 15 anos que atuo como psico-oncologista tenho escutado muito a respeito da dificuldade em realizar a detecção precoce do câncer, principalmente por ser uma doença silenciosa..

Minha História…Venci o Câncer!

Meu nome é Patrícia Batista Brasil, tenho 47 anos, sou casada e mãe de três filhos, e gostaria de compartilhar minha experiência de vida.

minha historia venci o cancer

Viver é ter a certeza de que haverá momentos felizes e difíceis.

Aos 31 anos, durante o banho fiz o autoexame e detectei um nódulo na mama, e dois dias depois procurei um médico, o qual me diagnosticou com câncer de mama.

Após o susto fiquei sabendo que tiraria um quadrante da mama e teria que fazer apenas radioterapia, pois, o nódulo era muito pequeno. Fiz todo o tratamento e superei o esse câncer.

Cinco anos depois, fiz uma cirurgia plástica para deixar as mamas do mesmo tamanho, mas, sempre com o acompanhamento do meu oncologista.

O tempo passou e aos 42 anos, portanto, 11 anos mais tarde, fiz novamente o autoexame e achei novamente outro nódulo na mama, mas agora do lado esquerdo.

E lá fui eu novamente ao médico, sem perder tempo. Fiz todos os exames e novamente estava com o mesmo diagnóstico: Carcinoma ductal infiltrante e e por consequência tive que fazer a mastectomia.

Aí pensei, é o segundo e sempre ouvi dizer que o segundo normalmente vem para valer!

Naquele exato momento achei que meu mundo iria cair, mas resolvi encarar e lutar. Fiz quimioterapia e vivia enjoada e cansada, mas, sabia que tudo iria  passar.

Quando meus cabelos caíram resolvi comprar lenços, pois, não me acostumava com perucas, e assim foram as sobrancelhas, mas sempre dava um jeito de as refazer com lápis.

Jamais deixei que a estética me abatesse, enfrentei tudo com naturalidade, pois, sabia que era mais uma batalha a ser vencida.

Durante o tratamento jamais me achei feia, pelo fato de saber que aquela fase iria passar e graças à Deus passou.

Nunca deixei de ir às festas e nem fazê-las em minha casa, estava sempre comemorando com meus familiares e amigos, que sempre foram o meu bem mais precioso na vida.

Reconstruí novamente a mama e minha vida voltou ao normal, sem nenhum trauma e nenhuma sequela, e é com muita alegria aqui que estou escrevendo a minha história com final feliz!

Continuo sempre fazendo acompanhamento médico, que é muito importante.

Por fim, registro que família é tudo, nossa força, nosso amparo e nosso alicerce.

Dedico grande parte de minha superação à meu marido e meus filhos que sempre estiveram ao meu lado em toda essa caminhada.

Assim, não só vencemos uma batalha e sim ganhamos uma guerra contra o câncer. Graças à medicina já não mais assunta como outrora e a doença diagnosticada precocemente têm grandes chances de sucesso como eu que a venci com a graça Deus!
2015-03-30T14:29:39+00:00
Aos 31 anos, durante o banho fiz o autoexame e detectei um nódulo na mama, e dois dias depois procurei um médico, o qual me diagnosticou com câncer de mama...

Depoimento da paraguaia Andréa de Souza

Este depoimento foi entregue a Presidente do Instituto Humsol Tania Mary Gomez em palestra no Paraguai. Por meio deste depoimento, um exemplo real, é possível mostrar que a prevenção é sempre o melhor caminho.

Olá me chamo Andréa de Souza, estou passando pelo tratamento de câncer de mama. Eu gostaria de estar presente aí, mas ontem fiz minha última quimioterapia e não estou bem devido às reações da mesma.

Andreia de souza

Tudo começou a um bom tempo atrás, minha mãe teve câncer de mama e então comecei a fazer minhas mamografias aos 33 anos. No ano passado, 2011, era para eu ter feito todos os exames no mês de março, mas devido ao meu trabalho só fiz os exames em maio, (não façam isso, prioridade sempre é a saúde). Enfim junto aos exames que realizei fiz uma ultrassonografia do seio na qual não apareceu nada, meu ginecologista pediu também a mamografia e acabou que atrasei novamente.

Em outubro de 2011 apareceu no escritório em que trabalho um cliente nosso, seu Abil Simães, eu digo que foi mandado por Deus, contei a ele quanto tempo já havia se passado desde que o médico me pediu para fazer a mamografia, e ele comentou que sua esposa havia diagnosticado câncer de mama e estava fazendo tratamento, na hora senti e pensei meu Deus preciso fazer meu exame.

Falei com meu esposo, Pedro, que precisa fazer a mamografia, ele ainda disse, “Bem agora no final do ano mexer com médico”, eu respondi “Sim vou fazer.” Além do mais já fazia tempo que não realizava o autoexame.

Passando então alguns dias, ao tomar banho fiz o autoexame e senti o nódulo no seio esquerdo, me apavorei e só então marquei a mamografia, que realizei no dia 7 de novembro. No dia 9 me ligaram do hospital para que eu levasse a última mamografia para que fossem comparadas. Dia 11 saiu o resultado, Birads V1 suspeita de células malignas. Meu Deus meu chão sumiu e para ajudar meu médico estava em um congresso e eu não conseguia falar com ele.

Na segunda-feira, 14 de novembro, tentei todos os médicos mastologistas, mas todos estavam no congresso. Outra pessoa abençoada, minha amiga Meri Colossi, comentou comigo sobre seu tio que era diretor administrativo do Ceonc - Hospital do Câncer e iria conseguir uma consulta para mim. Na quarta-feira dia 16 eu estava na sala do mastologista Doutor Sérgio Spucido um ótimo médico. Thaisa, irmã da Mery, me acompanhou na consulta, um amor de pessoa que me apoiou muito, junto conosco também foi meu esposo.

O médico marcou a cirurgia, operou e retirou o nódulo, após 15 dias saiu o resultado, câncer maligno triplo negativo, um dos mais agressivos. Um mês após a cirurgia comecei a fazer quimioterapia, foram oito sessões, que graças a Deus terminei ontem dia 8 de maio de 2012. Agora preciso fazer 30 sessões de radioterapia que começa dia 4 de junho deste ano, se Deus quiser.

Enfim, quero dizer a todos para sempre fazer o autoexame e se estiver na idade realizar a mamografia e acompanhamento médico. Se eu não tivesse atrasado com meus exames talvez tivesse sido diferente, mas enfrentei e ainda estou enfrentando o câncer.

Quero agradecer a todos os meus amigos e amigas, minha família e em especial meu esposo que seguiu forte do meu lado e minha filha linda que é a razão do meu viver. Não vou citar o nome de todas as minhas amigas por que são muitas, algumas estão sempre me apoiando como a Cleide, Valéria , Oli, Mirian, Mery, Marlene, Neiva, Taty, enfim são muitas, mas a todas quero deixar meu muito obrigada de todo meu coração.

Abraços a todos fiquem com Deus

Andréa de Souza
2015-03-30T14:34:57+00:00
Este depoimento foi entregue a Presidente do Instituto Humsol Tania Mary Gomez em palestra no Paraguai. Por meio deste depoimento, um exemplo real, é possível mostrar que a prevenção é sempre o melhor caminho.
Conte a sua história de vitória ou de luta contra o Câncer.

CADASTRE-SE

Cadastre-se e receba-se novidades da Humsol!

PARCEIROS HUMSOL