Blog

Faça a diferença! Aprenda a mudar o mundo com pequenos gestos dando o melhor de si

2 de março de 2017 - Por:

Mudar o mundo é mais simples do que parece. E essa mudança começa com você. Afinal, fazer a diferença é uma atitude normal nas pessoas e cada um de nós deseja de alguma forma deixar a marca de sua atuação, o registro de sua competência, mostrar o quanto pode contribuir numa determinada situação.

 

As pessoas que estão ao nosso redor simplesmente adoram que cada um faça a diferença, sejam elas nossos colegas de trabalho, chefe, parceiros ou parceiras, família, amigos, etc. Fazer a diferença é sair do lugar comum. É dar o nosso melhor, surpreender positivamente fazendo “algo mais” que não era esperado e, de alguma forma, superar as expectativas. Fazer a diferença significa “encantar”, criando aquele ambiente mágico em que as pessoas podem dizer: “Para mim, naquele momento, naquele local, você fez a diferença!”.

 

Reconhecemos instantaneamente alguém que faz a diferença e uma maneira é perceber que aquela pessoa enfrentou uma situação difícil, como uma doença. Eu encarei um câncer de mama, em 2001, e desde o momento em que saí do hospital, fiz um acordo com Deus: enquanto estiver aqui na terra vou me dedicar à causa do câncer, apoiando, ajudando e alertando as pessoas, mas sempre fazendo algo mais, fazendo o diferente. Hoje, tenho projetos reconhecidos mundialmente.

 

Para fazermos a diferença é preciso desenvolver nossa maestria pessoal e profissional e sermos competentes naquilo que nos dedicamos a fazer, pois a competência é a filha do conhecimento e da motivação.  Quando falo em poder pessoal, é assumir as rédeas da nossa vida, é sempre buscarmos formas de elevar a nossa autoestima, gostando de nós mesmos, e sempre estarmos de bem com a vida, tomando a decisão de não sermos mais vítima. Isso é de muita ajuda para quem quer fazer a diferença, pois faz com que a gente se entenda melhor para nos relacionarmos de forma mais positiva com os outros. No âmbito profissional, é adquirir conhecimento e desenvolver habilidades, seja pela prática ou pelos estudos.

Fazer a diferença está ao alcance de todos nós, pois é uma atitude, um estado de espírito e decorre de uma decisão pessoal: eu quero fazer uma positiva diferença para mim mesmo e para as pessoas.

 

Pessoas criativas, por exemplo, pensam e agem de forma díspar. Possuem uma maneira própria de enxergar o mundo e de lidar com situações que ocorrem durante sua caminhada. Acredito que todos têm a capacidade de criar, mas alguns se destacam por possuir uma maior facilidade.

 

As pessoas que fazem diferenças em nossa vida, não são as que têm mais dinheiro ou riqueza material. São as que se importam conosco!

 

QUEM FAZ A DIFERENÇA

Gente que faz a diferença tem algumas características. Identifique:

  • Se importar com os outros, conhecer as necessidades dos outros.
  • Colocar sua energia na busca de soluções e não tanto nos problemas.
  • Dar um carinhoso “empurrão” nos outros, fazendo-os ver novas possibilidades e caminhos.
  • Estar de bem com a vida, ser entusiasmado e não descarregar suas frustrações nos outros.
  • Ter competência e ajudar a alcançar os objetivos.
  • Ter poder pessoal.
  • Assumir a liderança e os riscos.

 

TÂNIA MARY GOMEZ é presidente do Instituto Humanista de Desenvolvimento Social – Humsol e vice-presidente da Femama.

www.humsol.com.br

Conheça a história da Tânia acessando revistaviver.com.br

 

Posts Relacionados

Compartilhe...Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn

Comentários

Comentários

Leave a Reply